Sexta-feira, 4 de Fevereiro de 2005

À Deriva Na Vida

Ando à deriva,
Na rota da vida,
Solitária e perdida.
Para onde vou?
Para onde hei-de ir?

Tempestades assustam-me,
A calmaria relaxa-me.
Os gritos das gaivotas,
Acompanham as ondas do mar,
Minhas companheiras de viagem.

Onda a onda,
Sol a sol,
Lua a lua,
Vou vivendo,
O dia a dia.

Gotículas do meu interior
Fundem-se com o oceano.
Deslizam para vencer
Este meu medo.

Quero…
Não quero…
Posso…
Não posso…
Fujo…
Não Fujo…

Desejo encontrar
A minha razão de viver.
Para ser …
Corpo do meu corpo,
Alma da minha alma,
Asas do meu coração.
E voar suavemente
No sorriso da felicidade!

Talvez…!
Talvez um dia…!
publicado por mar_te às 00:38
link do post | comentar | favorito
"As ondas quebravam uma a uma Eu estava só com a areia e com a espuma Do mar que cantava só para mim. " -Sophia de Mello Breyner Andresen-

.pesquisar

 

.links

.posts recentes

. Obrigada...

. Brandi Carlile

. Salvem os Ricos...

. Fim

. Lágrimas Ocultas

. Simplesmente...

. Eu queria ter o tempo e o...

. Muse - Unintended

. Adele - Cold Shoulder

. Morcheeba - Enjoy The Rid...

. Brandi Carlile - The Stor...

. Feliz dia Mundial da Cria...

. Flores...

. Eu Amo Tudo o Que Foi

. Mulher!!

. Silêncio e tanta gente

. A vontade...

. * _*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_...

. Desejo partir…

. Inscrição

.arquivos

blogs SAPO
Marinheiros

.subscrever feeds