Quarta-feira, 6 de Outubro de 2004

...


Estranha forma de vida


 


"Foi por vontade de Deus
que eu vivo nesta ansiedade.
Que todos os ais são meus,
Que é toda a minha saudade.
Foi por vontade de Deus.

Que estranha forma de vida
tem este meu coração:
vive de forma perdida;
Quem lhe daria o condão?
Que estranha forma de vida.

Coração independente,
coração que não comando:
vive perdido entre a gente,
teimosamente sangrando,
coração independente.

Eu não te acompanho mais:
para, deixa de bater.
Se não sabes aonde vais,
porque teimas em correr,
eu não te acompanho mais."


Amália Rodrigues

publicado por mar_te às 00:44
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 6 de Outubro de 2004 às 00:48
Muito bonito este fado :-) fica bemGajaLoira
(http://umbigodegaja.blogs.sapo.pt/)
(mailto:gajaloira@sapo.pt)

Comentar post

"As ondas quebravam uma a uma Eu estava só com a areia e com a espuma Do mar que cantava só para mim. " -Sophia de Mello Breyner Andresen-

.pesquisar

 

.links

.posts recentes

. Obrigada...

. Brandi Carlile

. Salvem os Ricos...

. Fim

. Lágrimas Ocultas

. Simplesmente...

. Eu queria ter o tempo e o...

. Muse - Unintended

. Adele - Cold Shoulder

. Morcheeba - Enjoy The Rid...

. Brandi Carlile - The Stor...

. Feliz dia Mundial da Cria...

. Flores...

. Eu Amo Tudo o Que Foi

. Mulher!!

. Silêncio e tanta gente

. A vontade...

. * _*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_...

. Desejo partir…

. Inscrição

.arquivos

blogs SAPO
Marinheiros

.subscrever feeds